NOTÍCIAS

D: 25 M: setembro A: 2015

Empilhadeiras reduzem ociosidade em depósitos

ft_empilhadeiras_9_over

Reduzir a ociosidade de espaço em depósitos evitando ocupar uma área que poderia estar sendo utilizada para a armazenagem de mercadorias é a estratégia da irlandesa Combilift para conquistar clientes preocupados em otimizar seus recursos. Em tempos de crise, como a enfrentada pela indústria brasileira, a tecnologia tem sido aliada para tornar as operações mais rentáveis.

As empilhadeiras inteligentes criadas pela empresa possuem especificidades como a habilidade de andar para frente, para trás e de lado, além de mecanismos para trafegar em espaços menores. Com isso, precisam de menos espaço para operar dentro dos armazéns. Além disso, operam dentro e fora dos prédios – e só por isso já permitem a substituição de duas empilhadeiras e seus operadores.

“Os produtos da marca são desenvolvidos com o foco principal de aumentar a capacidade de estocagem das empresas”, reforça o diretor da Combilift do Brasil, Rafael Kessler. Como consequência disso tudo, os equipamentos permitem que os clientes eliminem a necessidade por depósitos terceirizados e os custos associados de aluguel e movimentação de material que não agregam valor. E isso resulta, em efeito imediato, em produtividade.

São três linhas de produtos que estão sendo comercializadas no Brasil com esse foco. A primeira delas é a empilhadeira articulada, que possui um conceito diferente de operar. Os modelos tradicionais, explica Kessler, utilizam um sistema de rotação para colocar os pallets no lugar. Já o produto da Combilift, ao chegar no local para armazenar a mercadoria, para o seu chassi em frente ao local desejado e gira o garfo para colocar a peça na posição. “Com isso, a gente reduz a largura do corredor e o resultado é que, em um mesmo depósito, conseguimos colocar de 20% a 25% a mais de carga”, relata.

O outro modelo é a empilhadeira multidirecional, para cargas de até 25 toneladas e ideal para corredores estreitos. O sistema de rodas permite uma movimentação para frente, para trás e para os lados, com muita agilidade. A terceira categoria de produto é a das empilhadeiras universais, para movimentação de ?containers e outras cargas longas, como torres eólicas. “Esse equipamento consegue pegar cargas extremamente pesadas, de mais de 30 toneladas, e levar para dentro de fábricas ou de aeronaves”, explica o representante da empresa.

A Combilift possui uma frota total de mais de 25 mil empilhadeiras articuladas para pallets em corredores estreitos, empilhadeiras multidirecionais com capacidades de até 25 toneladas e movimentadores de ?contêineres e outras cargas especiais com até 150 toneladas e 80 m de comprimento. A empresa está no Brasil há seis anos.

NEWSLETTER

Cadastre-se seu e-mail para receber nosso informativo.